O que está por trás do Carnaval

Publicado: 17 de janeiro de 2010 em Todos
Tags:, , , , , , ,

Praticado por vários países do mundo, no Brasil, o carnaval é considerado a maior festa popular. Não se tem o sentido preciso da expressão “carnaval”; embora se saiba que deriva do latim, pode vir de várias expressões naquela língua. Exemplo: “Carnelevarium”,” carnilevãria”, “carnevale”, etc. Supondo-se que a segunda parte da expressão se “vale” que significa “adeus” , viria, então, a expressão “CARNAVAL” ou “carnavale” , o mesmo que “adeus à carne” . Uma coisa é certa: o carnaval, festa pagã, comemorada já por vários séculos, surgiu ou ganhou grande força de uma ligação dos seus praticantes com a celebração católica da quaresma, período de abstinência da carne como alimento até a chegada da páscoa.

Com a instituição da quaresma, em que os católicos deviam se abster do consumo de carne, as pessoas aproveitavam a chamada terça-feira gorda para fazer grandes festas com grande consumo de carne, já que na quarta feira começava o período de jejum de carne até a páscoa. Essas festas foram crescendo e entrando nelas as bebidas alcoólicas. Aí, naturalmente, entraram as práticas sexuais desregradas, chegando ao que hoje chamamos carnaval, ao festival da carne!
Assim, o carnaval surgiu da intenção de se aproveitar ao máximo os prazeres da carne até a véspera da quaresma, onde se ficavam quarenta dias em preparação para a páscoa.

O deus carnavalesco

A Enciclopédia Mirador, uma obra mundialmente conhecida e respeitada,, fala de um deus do carnaval, isto é, uma entidade espiritual que o dirige, e diz que um culto é rendido a esse deus carnavalesco.

Já aqui começamos a ver que o carnaval, muito mais do que uma festa alegre e despretensiosa, é uma forma de culto, culto pagão a um deus próprio. Ainda que seja uma festa de “alegria”, está sempre fadada a terminar em tristeza e penitência. Mas, e o seu deus? Que deus é esse? A Enciclopédia Mirador (vol. 5, pág. 2090) diz assim: “Momo, figura mitológica, filho do sono e da noite, era considerado um deus pelos antigos, com alçada (competência) no campo das burlas e censuras”.

A entidade que dirige o carnaval é encarnada, todos os anos, por um homem bastante gordo e alegre. É o chamado Rei Momo.

Características do Rei Momo

  • Ele distribui “graças” e reina sobre seus súditos – Olhe para os resultados do Carnaval e veja que tipos de “graças” ele distribui.
  • Ele se materializa na pessoa de um homem – segundo a tradição todos os foliões dançam e se divertem em torno de sua pessoa.
  • Filho do sono e da noite –

Sono: é uma clara figura do entorpecimento da mente humana, da cegueira espiritual ante a essa festa profana. Você já percebeu que no carnaval, as mentes das pessoas ficam literalmente entorpecidas, dominadas pelo espírito da festa. Já observou como ocorre uma mudança de personalidade, onde as pessoas parecem sair de si mesmas, ficando possuídas das figuras que escolhem para encarnar naqueles dias?

Noite: O espírito do Rei Momo é chamado de espírito da noite, isso nos leva a entender que ele pertence as trevas, algo contrário à luz. E nós lembramos das palavras de Jesus: “Quem é nascido de Deus, vem para a luz, para que suas obras resplandeçam, porque são feitas em Deus(Jo 3.19-21) Deus é luz, e não existe nele trevas nenhumas” (1°Jo.1.5).

Entregando as Chaves da Cidade

Há uma tradição no Rio de Janeiro em que, todos os anos, o prefeito entrega as chaves da cidade ao Rei Momo numa cerimônia especial.

Entenda que o prefeito é a autoridade sobre a cidade e quando ele entrega as chaves nas mãos do Rei Momo, automaticamente está permitindo que esse rei faça o que desejar no Rio de Janeiro. Logo entendemos o porque passamos o restante do ano (após o carnaval) rodeados de violência e colhendo resultados do que foi plantado no carnaval.

“Não desejo de modo algum acusar ou culpar os nossos prefeitos pelos males que estão aí, até porque eles são autoridade constituída pela permissão de Deus. Mas desejo abrir os seus olhos, como os de todos os que lerem este artigo, sobre as profundas implicações espirituais sobre a nossa cidade desta festa de profanação de tudo que é bom e verdadeiro.” (Pr. Onéias – IB Sião).

Queridos leitores, tudo isso nos faz ver de fato que o carnaval é muito mais profundo do que uma simples festa de diversão ingênua, onde os problemas de todo o ano, mas é uma festa pagã, uma forma diferente de culto a um falso deus, chamado Momo. Já aqui, convém lembrar das palavras do Senhor Jesus a Satanás, na tentação do deserto:

“Vai-te Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás e só a Ele prestarás culto.” (Mateus 4.10)

Extraído do Jornal Palavra de Vida – Ano III – n° 23, Autor: Professor Ney Vianna

ARREPENDE-TE RIO DE JANEIRO!

Anúncios
comentários
  1. Leo disse:

    O Carnaval vai falir até morrer!!!
    O Rio de Janeiro e todo o Brasil pertencem ao Senhor Jesus Cristo!

  2. gaby3216 disse:

    Isso vai acabar em nome de Jesus!
    peguei este texto pra repassar pra os meus amigos muito interessante
    e coloquei onde eles podem ver mais mensagens assim!

  3. GPS disse:

    A maior mensagem do Cristianismo é o respeito ao próximo.
    Prepotência e arrogância é que são coisa do “diabo”.
    Respeita as outras religiões e crença porque nesse campo da fé, ninguém pode provar nada a ninguém.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s