Arquivo de setembro, 2009


eu1Neste Capitulo falaremos sobre o Apóstolo Pedro…

Outro exemplo que temos é Pedro que andou com Jesus por 3 anos, esteve com o mestre desde o início do seu ministério, foi discipulado por ele e viu e ouviu tudo com o próprio Jesus.

Talvez você pense, “mas Pedro era semelhante a Jesus? Pedro o negou três vezes, quando se sentiu ameaçado cortou a orelha do soldado com a espada e vira e mexe dava bola fora com Jesus”. Mas eu te digo: Sim, Pedro apesar das bolas fora que deu com o mestre ele se tornou semelhante a Jesus.
Vemos na bíblia que quando Jesus chamou Pedro para segui-lo ele era apenas um pescador e vivia disso e pelo que parece não sabia fazer outra coisa além de pescar, mas Jesus o chama “Venha e assim como eu faço discípulos você também fará, você será um pescador de homens” (Mt.5.19). Isso também nos faz lembrar que Jesus também chama pessoas simples para o seguirem, não se importa com a nossa classe social e nem se fizemos faculdade ou temos doutorado em teologia, ele apenas quer discípulos que desejam aprender com ele.
(mais…)


espelhoNa Bíblia temos alguns exemplos de pessoas que se identificaram com Jesus e em certo momento até foram confundidos com ele:

João Batista

“Estando o povo na expectativa, e discorrendo todos no seu íntimo a respeito de João Batista, se não seria ele, porventura o próprio Cristo.” (Lc. 3.15)

“Ele confessou e não negou; confessou: Eu não sou o Cristo” (Jo.1.20)

João Batista veio para preparar o caminho de Jesus, era um profeta e em uma determinada ocasião foi confundido com ele. Como? E por que João foi confundido com Jesus? Vamos ver alguns pontos:
(mais…)


hist_biblicas_jesus
Quero ser semelhante a Ele“Mas a todos quanto o recebeu (Jesus) deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus… (João 1:12.) …, e não para por aí “Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.” (Rom.8.29).
Acredito que todos nós recebemos uma chamada ao entregarmos nossas vidas a Jesus, uma chamada que vai além de simplesmente cantar no coral ou tocar violão na igreja, ou mesmo pregar a palavra, creio que temos uma chamada, um alvo, um destino: ser semelhante a Ele, “os predestinou para serem conformes à imagem de seu filho”.
Talvez soe aos nossos ouvidos de uma maneira impossível achar que podemos ser semelhantes a Jesus. Talvez eu diga a alguém que se considere um “bom cristão” que ele não é bom o suficiente até se tornar semelhante a Jesus e aí a pessoa me responda: “Mas isso é impossível, pois Jesus era perfeito, afinal de contas ele era Deus”. Mas o que se esquecem era que ele era homem também e que Deus diz : “Aos homens isso é impossível, mas para Deus nada é impossível”. (Mt.19.26)

Mas, o que é ser semelhante a Jesus!?
(mais…)